05out/16

A gente aprende a fazer fazendo

Meu filho esses dias me perguntou se eu “ainda” era coach do mesmo assunto porque ele já não sabia mais. Dei risada e respondi que na vida a gente aprende a fazer as coisas fazendo e só assim poderemos descobrir se aquilo é interessante de ser feito. Foi assim quando ele experimentou o violão, o taekwondo e o caratê e acabou gostando de futebol. Eu deveria forçá-lo numa modalidade? Não, pois sabia que ele estava se descobrindo experimentando o que mais lhe dava prazer. Testando suas aptidões. Revelando seus  talentos. Continue reading

04out/16

“Vítimas” do Mundo

Me impressiona a quantidade de pessoas que deixam de tomar atitudes positivas capazes de gerar bons resultados em suas vidas para se fecharem numa redoma de negatividade e inércia. Pessoas que preferem culpar os outros pelo seu fracasso. Pessoas que terceirizam responsabilidades em tempo integral e passam uma existência inteira trocando personagens que são sempre os culpados por tudo que lhes acontece formando um enorme quebra-cabeça de insucessos e mágoas.  Continue reading

03out/16

Lugar de mulher é onde ela quiser

Minha filha estava assistindo um desenho animado do Tom e Jerry onde o Tom se apaixona perdidamente por uma gatinha “metida a besta” que exige muitos presentes em troca da sua atenção. O Tom oferece um anel de brilhantes, se endivida até a alma comprando um carro para dar de presente para a amada e mesmo assim não foi suficiente, ela queria mais e mais.  Até que ele acabou na sarjeta sem nenhum dinheiro e sem seu grande amor. A gatinha, cheia de presentes caros, saiu passeando bem bela em busca de outro otário que pudesse bancar seus luxos. Muito provavelmente sem nenhuma crise de consciência por isso, pois cresceu acreditando que a vida é assim, mulher espera ser conquistada e sustentada por um marido ao invés de desenvolver-se, buscar crescer com suas próprias pernas e sustentar-se sozinha e aí sim, lá pelas tantas conhecer um grande amor. Continue reading

02out/16

#Chateado

birra-e1386001545819Muitas amizades são interrompidas por erros de interpretação. As pessoas são diferentes, cada uma com sua linha de raciocínio e sua maneira de perceber as coisas. O que chamamos de mindset. Ninguém percebe o mundo de maneira igual. Tudo passa pelos filtros da nossa mente que foram alimentados durante toda a nossa existência por crenças limitantes de várias pessoas que passaram pela nossa vida. E assim construímos nossos valores e consequentemente obtemos nossos resultados que podem ser bons ou ruins. Continue reading

01out/16

Estado de Flow =)

A vida é feita de momentos felizes, tristes e neutros. O dia tem 24 horas e podemos tentar medir, de 0 a 100, o tempo que nos permitimos ficar em cada um desses estágios durante o dia.
Nos momentos felizes, haverá picos de felicidade extrema onde corpo e mente fluem em perfeita harmonia. É um estado de excelência caracterizado por um alto índice de motivação, concentração, energia e desempenho, por isso também chamado de experiência máxima ou experiência ótima. Esse ápice chamamos de estado de flow, muitas vezes lembrado como os momentos mais felizes da vida da pessoa, os momentos onde ela se sentiu no seu melhor.

Continue reading

30set/16

Cada escolha, uma renúncia

Infelizmente não podemos ter tudo que queremos. Para escolher algum caminho, precisamos abrir mão de outro e quando tomamos decisões baseadas em nossos valores conduzimos as respostas com mais facilidade e possibilidade de acertos.

Existem cinco valores que significam muito para cada ser humano. Muito acima da linha da média de acordo com cada percepção. Assim, podemos afirmar que os valores humanos vão muito além de simples valores morais constituindo um conjunto de regras estabelecidas para uma convivência saudável dentro de uma sociedade, mas um elemento que norteia comportamentos e afeta diretamente a vida das pessoas. Quando ferimos algum de nossos valores, porque cedemos por algum motivo qualquer numa determinada situação, a ferida fica lá, instalada bem no meio do peito marcada como ferro em brasa.
28set/16

O que você faria se não tivesse medo?

Confesso que algumas coisas são inconfessáveis. Outras nem tanto. Se eu não tivesse medo, ou melhor, pânico de cobra, talvez tirasse aquelas fotos com uma enrolada em meu pescoço. Se eu não tivesse medo de vento, talvez ficasse de boa no meio de uma ventania lendo um livro. Dentro de casa, óbvio. Se eu não tivesse medo acho que colocaria uma mochila nas costas e iria viajar pelo mundo, mas meu maior medo é ficar longe dos meus filhos. Um dia ainda vou fazer Rappel. Mas preciso vencer o medo.
A vida é repleta de “e se”. Ficamos do lado de cá morrendo de vontade de descobrir como é o lado de lá. “Vaidizê”. O medo nos paralisa. Coragem é agir apesar do medo. É preciso ter coragem para enfrentar a vida e realizar o máximo de coisas possíveis para preencher toda uma existência de momentos especiais. Mas para isso, tem que ter muita autoconfiança e acreditar naquilo que se está fazendo.
Diversas vezes somos impedidos de seguir adiante pela proteção de nossos pais e amigos, que querendo nos proteger acabam nos desanimando quando queremos empreender ou realizar algo mais ousado. O medo deles se transforma no medo nosso e nada é feito.
A crença limitante de outras pessoas entram em cena para querer decidir o que é certo dentro de um jogo onde não existe certo ou errado, mas riscos à serem avaliados e testados. Nem sempre dá certo, sabemos disso, mas precisamos tentar para não deixar nossos sonhos apenas engavetados dentro da nossa existência. Se não testarmos, como vamos saber?
Milhares de pessoas descobrem o gosto amargo de um fracasso diversas vezes por dia e nem por isso desistem. Pelo contrário, ficam cada vez mais próximas do sucesso, pois a cada fracasso retiram um aprendizado valioso que não será mais repetido.
De nada adianta deixar seus sonhos num campo de idealização onde não existe concretização. Você terminará seus dias com uma espécie de vazio no meio do peito e a sensação de que a vida não valeu tanto a pena assim. O que você faria se não tivesse medo? Pega essa resposta, vai lá e faz.

 

27set/16

Liberdade para sonhar

Muitas pessoas são podadas pela vida para realizar o sonho de outras pessoas enquanto vivem por viver. Decidem uma profissão para agradar seus pais, decidem casar para agradar a família, decidem morar numa determinada cidade para agradar um cônjuge. Na medida em que o tempo vai passando seus próprios sonhos vão sendo sufocados pelos sonhos dos outros e a essência vai se perdendo no meio do caminho. Lá pelas tantas não sabemos mais quais eram os nossos projetos de vida, dentro de uma trajetória que responde diretamente ao que nos faz feliz, nos faz vibrar, sentir que a vida está valendo à pena de ser vivida.
Nada precisa ser como é. Nada precisa seguir a cartilha pré-determinada por alguém. Ninguém tem o poder de decidir o caminho de quem quer que seja. Padrões só servem para uniformizar e organizar um ambiente, não servem para uma experiência de vida. Uma existência é algo muito especial para ser moldada dentro de uma caixa onde infelizmente algumas pessoas colocam uma tranca gigante que impede completamente qualquer meio de locomoção. As pessoas se limitam a um sistema, um molde, regras e eu pergunto: Para agradar a quem? A si mesmo ou a outras pessoas?
Crie a sua realidade. Transporte-se para o seu futuro. Construa as etapas que você precisa percorrer para atingir todas as coisas que te fazem genuinamente feliz. Que gosto tem o seu futuro? De que cor ele é? Que sentimento ele te traz? Lembre-se que é você que decide cada passo da tua existência. Quem dá a permissão para que outras pessoas assumam o controle da sua vida é você.
Liberdade para sonhar e coragem para realizar. Esse é o segredo de uma vida recheada de realizações. SUAS e não dos outros.

26set/16

O poder escondido em sua própria história

Vivemos num mundo onde o tempo atropela questões que passam despercebidas por nós. Vivemos num círculo de regras impostas por pessoas que um belo dia determinaram o que seria o certo e o errado dentro de uma sociedade machista baseada por “n” fatores na história da humanidade. Mas a roda girou, o tempo passou e nada mais é como antes. Porque então algumas coisas seguem firmes como crenças limitantes que nos impedem de avançar em direção ao que nos faz feliz?

Muitas de nossas crenças são verdades de nossos antepassados que acreditavam em outras verdades sem o menor cabimento de seus antepassados. Lá pelas tantas nos perguntamos por que seguir por um caminho que não nos leva para a tão sonhada felicidade. E o que é Felicidade? É poder ter realização pessoal, profissional, financeira e equilíbrio em todas elas.  Continue reading

25set/16

Empoderamento

Empoderamento é uma das palavras que mais utilizo em meus processos de coaching, justamente por conseguir enxergar exatamente isso na evolução dos meus coachees. Uma delas esses dias confessou-me que quando ouviu essa palavra pela primeira vez em nossas sessões, teve vontade de levantar e ir embora por considerar exagero de minha parte, mas com o tempo percebeu que não existia definição melhor para o que aconteceu com ela.
Empoderar é um verbo que se refere ao ato de dar ou conceder poder para si próprio ou para outrem. No coaching é muito mais do que isso. É a verdadeira aceitação do quanto você pode assumir a identidade de uma pessoa capaz de explorar ao máximo os seus talentos e características sem dar muita atenção para as questões no qual você não é realmente bom.